Viúva de trabalhador da saúde que morreu de covid receberá indenização de R$ 25 mil

Logo da Radioagência TRT com o texto de apoio "Notícias/Decisão"

Por Zequias Nobre

Uma empresa de serviços médicos foi condenada a pagar 25 mil reais à viúva de um técnico de enfermagem que morreu de covid. A decisão é da 2ª Vara do Trabalho de Várzea Grande que considerou a infecção como uma doença ocupacional.

A morte do técnico aconteceu em agosto de 2020.

Na justiça, a empresa disse que não deveria ser condenada, já que o trabalhador poderia ter se contaminado em qualquer lugar.

A empresa afirmou ainda que forneceu os EPIs necessários e que deu todos os treinamentos, mas não apresentou qualquer prova disso na Justiça.

Diante disso, o juiz André Molina considerou a empresa culpada.

O magistrado ainda destacou que o ambiente de trabalho do técnico era totalmente desequilibrado, poluído e submetia os trabalhadores a risco potencial de contágio pela covid muito superior à média da população em geral.

SUGESTÃO DE CABEÇA: Justiça considera covid doença ocupacional e manda empresa indenizar viúva de técnico de enfermagem morto após contrair o vírus