Produção de Magistrados

Páginas

1° Grau

a) Varas do trabalho - conhecimento

Fevereiro

Ano Mês
2018 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2017 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2016 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2015 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

 

b) Varas do trabalho - execução

Ano Mês
2018 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2017 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2016 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2015 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

 

c) Juízes - conhecimento

Ano Mês
2018 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2017 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2016 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2015 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

 

d) Juízes - execução

Ano Mês
2018 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2017 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2016 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2015 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
2° Grau
Anos Anteriores

Clique aqui para acessar a estatística processual dos anos anteriores.

Seção de Indicadores e Estatísticas

O CNJ, por meio da Resolução nº 49/2007 institui o Núcleo de Estatística e Gestão Estratégica nos órgãos do Poder Judiciário tendo como motivação, entre outras, o pleno funcionamento do Sistema de Estatística do Poder Judiciário. Dessa forma, os órgãos do poder judiciário deveriam criar em sua estrutura administrativa uma unidade responsável pela gestão dos seus dados estatísticos e elaboração do seu plano de gestão. Fica destacado ainda que é indispensável a lotação de um servidor com formação em estatística no referido núcleo.

No âmbito do TRT 23ª Região, em 2008, através da Resolução Administrativa nº 100, foi criado o Setor de Estatística (FC-3), dentro da estrutura funcional da então Assessoria de Planejamento e Gestão.

Em 2009, o setor foi desdobrado em Setor de Estatística de 1ª Instância e o Setor de Estatística de 2ª Instância, ambos na estrutura da Secretaria de Gestão Estratégica e remunerados com FC-3.

Assim permaneceu a estrutura até 2011, quando os setores, que permaneceram na Secretaria de Gestão Estratégica, foram alterados para Setor de Gestão de Indicadores de 1ª Instância e Setor de Gestão de Indicadores de 2ª Instância, respectivamente, agora remunerados com FC-2.

Em 2012 foi criado o cargo de analista com especialidade em estatística e o servidor foi nomeado e lotado na Secretaria de Gestão Estratégica.

Em 2013, no âmbito da mesma secretaria, foi criado o Setor de Análise Estatística e Pesquisas (FC-2).

Em 2014, após expressiva reestruturação administrativa, foi criada a Seção de Análise Estatística (FC-5), vinculada ao Gabinete dos Juízes Auxiliares.

Em 2015, foi criada a Seção de Indicadores e Estatísticas (FC-5) e dentro desta, o Setor de Estatística (FC-2), vinculada à Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, na Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação. A partir desse momento a Seção passou a a assumir todo o processo de fazer estatística, incluindo o suporte total ao e-Gestão e ao sistema Justiça em Números, ao desenvolvimento das ferramentas no Business Inteligence, tranformações avançadas de dados e análise de dados.

Em 2016, a Seção de Indicadores e Estatística passou a vincular-se ao Gabinete do Juiz Auxiliar da Presidência, onde funciona até hoje. Essa mudança foi estratégica e permitiu uma melhora significativa no tempo de resposta das diversas demandas de análise de dados para a tomada de decisões.

Três servidores estão lotados na unidade atualmente:

  • Moisés Bites - Chefe da Seção - analista de TI;
  • Bruno Porto - Chefe do Setor de Estatística - analista de TI;
  • Giordano Pedreira - estatístico.

A Seção é responsável principalmente por levantar e manter os dados dos diversos sistemas estatísticos do Poder Judiciário:

  • e-Gestão, sistema estatístico do TST;
  • Extrator do PJE, ferramenta vinculada ao PJE que produz dados para o e-Gestão;
  • Justiça em Números, sistema estatístico do CNJ;
  • Módulo de Produtividade do Justiça em Números do CNJ;
  • Envio dos dados processuais para o Selo Justiça em Números;
  • SIG - sistema integrado de gerenciamente do TRT da 23a. Região;
  • Sistema de metas do Judiciário;
  • Demandas de órgãos oficiais;

O SIG é o principalmente sistema estatístico do TRT de Mato Grosso. É uma ferramente de gestão que possui relatórios analíticos e sintéticos de apoio à decisão para as áreas judiciárias de 1o. e 2o. graus, corregedoria, controle de mandados, prazos processuais, recursos humanos. metas do juidicário, análises da estratégia, etc...

Gestor da Informação: