TRT/MT torna-se a primeira unidade da Justiça do Trabalho no Brasil a conseguir certificação A em projeto de engenharia

O projeto do novo Fórum Trabalhista de Lucas do Rio Verde conquistou a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE), do programa Procel Edificações. Com ótima avaliação nos quesitos eficiência energética e arquitetura sustentável, o projeto foi enquadrado no nível A do certificado Procel.

A certificação faz parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) desenvolvida em parceria entre a Eletrobrás e o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), e mede o grau de eficiência energética das edificações brasileiras. A etiqueta segue o mesmo conceito do Selo Procel para Equipamentos e Eletrodomésticos. O selo classifica os imóveis de A a E, onde A é o mais eficiente.

Segundo a  arquiteta da Coordenadoria de Engenharia e Manutenção do TRT/MT, Veryanne Martins, o projeto atende aos critérios do Procel Edifica por prever pontos como boa orientação do terreno em relação ao sol, utilização de cores claras em revestimentos externos, cobertura com atraso térmico, vidros sombreados que transmitem pouco calor para a parte interna do prédio, sistema de iluminação eficiente com utilização de lâmpadas Led e divisão racional de circuitos, utilização de ar condicionado do tipo VRF, dentre outros aspectos.

Conforme o projeto, o prédio terá ainda estruturas para captação e reaproveitamento da água da chuva e geração de energia fotovoltaica, itens que contam como bonificação para a obtenção da certificação. O prédio será construído também observando os critérios de acessibilidade e demais normas regulamentadoras.

A Etiqueta emitida corresponde a avaliação do projeto. Após a conclusão da obra, cuja previsão é final deste ano, deverá ser solicitada uma inspeção para emissão da ENCE de Edificação Construída. “O Selo deverá ficar exposto em local visível no prédio informando para a sociedade que o edifício é energeticamente eficiente e contribui para a conservação do meio ambiente”, explicou a arquiteta.

Segundo a arquiteta, com a emissão do Selo e publicação no site do Inmetro, o TRT de Mato Grosso sai na frente uma vez que é o primeiro prédio da Justiça do Trabalho no Brasil a ser certificado e o terceiro no estado de Mato Grosso na categoria comercial e serviços. Além de ser uma boa prática adotada pela Justiça Trabalhista mato-grossense, pois ainda não há uma regulamentação do gênero no Judiciário, embora já exista a exigência para o Executivo Federal.

(Sinara Alvares)

 

 

 

 

 

 

Gestor da Informação: