Tribunal já destinou mais de 3,6 toneladas de resíduos à cooperativa de reciclagem

A parceria formada entre o Tribunal e o Espaço Nassar já conseguiu que 3,6 toneladas de produtos fossem encaminhados à reciclagem. Os dados foram apresentados no Dia Mundial do Meio Ambiente (5), no encontro com representantes da entidade filantrópica realizado nas dependências do complexo-sede.

De agosto de 2017 a maio de 2018, com a colaboração do Tribunal, foram encaminhados à reciclagem 2.227 kg de papelão, 804 kg de plásticos em geral, 348 kg de garrafas Pet, 100 kg de embalagens Tetra Pak, 56 kg de metal em geral e 140 kg de alumínio.

Os números incluem também os materiais que magistrados e servidores trazem semanalmente de suas residências. Os itens são coletados pelo Espaço Nassar todas as sextas-feiras, das 7h às 9h, na entrada de serviços do Tribunal.

A parceria entre o Tribunal e o Espaço Nassar gerou outro desdobramento, além da destinação correta dos resíduos: a doação de recursos financeiros à Cooperativa Alternativa de Catadores de Lixo, Reciclagem e Preservação Ambiental (Coorepam), que atua no bairro Pedra 90, em Cuiabá.

Mais ações

Outra ação de responsabilidade socioambiental realizada pelo Tribunal este ano foi o envio de 80 toners de impressora à Lexmark. A empresa tem um programa gratuito de coleta do material, que visa o reaproveitamento de algumas partes e também o descarte correto dos vários componentes químicos existentes e prejudiciais ao meio ambiente, como o chumbo que polui rios e lençóis freáticos.

O TRT também está em processo de habilitação de associações de produtos recicláveis nas cidades do interior que possuem varas do trabalho. A intenção é que seja firmado um termo de compromisso para que as entidades façam a coleta de resíduos recicláveis não só das próprias unidades, como também do material trazido de casa por servidores e magistrados.

A instituição ainda busca, para a região de Cuiabá e Várzea Grande, parcerias para a destinação correta de produtos eletroeletrônico produzidos pelo Tribunal. O edital que regulamenta o processo foi lançado no dia 1º e pode ser consultado aqui.

As ações de sustentabilidade são coordenadas pela unidade de Gestao Socioambiental.

(Fabyola Coutinho)

 

 

 

 

 

 

Gestor da Informação: