NOTA PÚBLICA - Justiça do Trabalho em MT mantém teletrabalho como medida de prevenção

Sede corte e prédio das varas de Cuiabá

A Justiça do Trabalho em Mato Grosso informa que não retornará as atividades presenciais enquanto a curva de casos e mortes do novo coronavírus continuar aumentando no estado. Por ora, o teletrabalho será mantido para magistrados e servidores e a prática dos atos processuais permanece exclusivamente por meios telepresenciais.

O comunicado foi divulgado nessa quarta-feira (03) por meio de nota pública assinada pelo presidente do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT/MT), desembargador Nicanor Fávero. A decisão foi tomada com base nas informações oficiais sobre a doença divulgadas pelos órgãos sanitários competentes.

O retorno às atividades presenciais no TRT/MT ocorrerá de modo planejado, gradual e sistemático, para garantir a adoção das medidas necessárias que garantam a segurança de magistrados, servidores, estagiários, prestadores de serviços, permissionários, advogados e jurisdicionados.

A volta do trabalho presencial contará com as unidades participantes do Protocolo de Crise elaborado pelo Tribunal, que traz estratégias para minimizar o contágio da covid- 19. Serão ouvidos também o Ministério Público do Trabalho (MPT), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT), Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal no Estado do Mato Grosso (Sindijufe-MT) e a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Amatra23).

Confira aqui a nota na íntegra

(Comunicação Social)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Palavras-chave: 
Gestor da Informação: