INCLUSÃO: crianças e adolescentes com deficiências fazem apresentações culturais no TRT/MT

Ao som do ritmo da capoeira, crianças e adultos com diferentes tipos de deficiência apresentaram os movimentos da luta no saguão do prédio das varas de Cuiabá, na manhã desta quarta-feira (04). A apresentação, que emocionou o público, fez parte do evento cultural realizado em alusão ao Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, transcorrido nessa terça (03).

A iniciativa foi promovida pela Comissão Permanente de Acessibilidade do TRT de Mato Grosso e buscou sensibilizar o público interno e externo sobre a garantia da acessibilidade às pessoas com diferentes tipos de necessidades, inclusive no mercado de trabalho, segundo destacou o servidor e membro do Comitê, Marcelo Evangelista.

“Em todas as apresentações tiveram pessoas com algum tipo de deficiência. Mesmo com algumas dificuldades, vimos que elas podem realizar suas atividades. Essas pessoas precisam ter seu espaço na sociedade”, enfatizou ele.

Veja o álbum de fotos

As apresentações de luta foram realizadas pelo grupo Capoeira Inclusiva, que atende crianças e adolescentes com dificuldades físicas e mentais. Aqui em Cuiabá o projeto teve início com o capoeirista Aldo Tomaz, conhecido por "Graduado Sauá", que fez a ação social por 10 anos em Campo Grande.

Em 2019, ele concretizou um sonho e trouxe o projeto para Cuiabá. “Estar aqui no Tribunal trazendo essa apresentação é muito importante para mostrar a todos que essas crianças podem se desenvolver independentemente de qualquer dificuldade”, destacou.

Sonata das mãos

Servidores, magistrados e jurisdicionados que prestigiaram o evento também puderam conferir as apresentações do grupo Sonata das Mãos, que interpreta músicas por meio da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) e é fruto de um projeto desenvolvido há cerca de 10 anos pelo Sesi Escola.

Para Marileide de Oliveira, que coordena o grupo, trazer a apresentação ao Tribunal é importante para difundir a Libras e a necessidade de inclusão social das pessoas surdas. “Libras é o segundo idioma oficial do Brasil, por isso é tão importante conhecê-lo. Nós fomentamos o ensino entre os alunos e é sempre um prazer vê-los aprendendo e conseguindo se comunicar na linguagem de sinais”, avaliou.

Pessoas com deficiência

De acordo com a ONU, aproximadamente 10% da população mundial possui algum tipo de deficiência. Boa parte dessas pessoas convivem com a discriminação e o preconceito, o que dificulta o acesso a uma vida digna e de qualidade. Para chamar a atenção para isso, a ONU estipulou o 03 de dezembro como o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

(Sinara Alvares)

 

 

 

Gestor da Informação: