Creche de Cuiabá recebe destinação de recursos para adquirir 300 cestas básicas

Homem segurando caixa de alimentos

Com uma destinação de recursos feita pela Justiça do Trabalho em Mato Grosso e Ministério Público do Trabalho (MPT), a Creche Boa Vontade vai adquirir 300 cestas básicas para distribuir à 150 famílias atendidas na unidade. O repasse foi viabilizado pelo Comitê Interinstitucional Gestor de Ações Afirmativas.

Localizada no bairro Jardim Passaredo, em Cuiabá, a entidade filantrópica vai entregar as cestas básicas por dois meses consecutivos às famílias cadastradas que, segundo a diretora da unidade, Enilda Torres, estão passando por muitas dificuldades financeiras, principalmente em razão da pandemia.

“Essa cesta básica, principalmente nesse momento, faz muita diferença. Ajuda muito e faz com que as famílias se sintam amparadas neste momento tão difícil em que há um custo tão alto na área de alimentação”.

A gestora agradeceu ao empenho da Justiça do Trabalho e MPT em destinar esses recursos às pessoas em dificuldades. “É um recurso que faz a diferença em todos os sentidos no desenvolvimento de um trabalho consciente social e que é de suma importância”, destacou.

O projeto foi aprovado na reunião do dia 8 de agosto e a creche vai receber 28 mil reais.

Creche Boa Vontade

A instituição atende 150 crianças em situação de vulnerabilidade social e extrema pobreza. A diretora da unidade, Enilda Torres, explica que muitos pais de alunos ficaram sem emprego e nem todos conseguiram nem mesmo a ajuda do auxílio emergencial.

Fundada em 1999, a Creche Boa Vontade surgiu a partir de um movimento da comunidade para que as mães pudessem sair para trabalhar e ter onde deixar seus filhos em segurança. Ela atende crianças de zero a cinco anos de idade em período integral e de 06 a 12 anos no contra turno escolar, oferecendo quatro refeições diárias.

Comitê

O Comitê Interinstitucional Gestor de Ações Afirmativas atua fazendo a gestão e a destinação, a projetos sociais, de recursos oriundos de condenações por dano moral coletivo e de multas aplicadas em processos judiciais coletivos e por descumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta firmado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

O Comitê é formado pelo TRT de Mato Grosso, MPT e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT).

As instituições/entidades interessadas em receber recursos devem enviar os projetos ao e-mail: ciaa@trt23.jus.br. Para mais informações, acesse o menu ‘Serviços’ -> ‘Ações Afirmativas de Cidadania’ do site do TRT.

(Sêmia Mauad/ Sinara Alvares)

 

 

 

 

 

 

Gestor da Informação: