Sustentabilidade Predial

 

A sustentabilidade predial é considerada em todas as obras de construção e reforma, constituindo ação estratégica marcante do Regional. Para consolidar a política voltada para redução de impactos ambientais negativos, o TRT da 23ª Região editou a Resolução Administrativa 164/2010, que estabelece diretrizes de cunho socioambiental e referenciais de áreas a serem adotados para a elaboração de projetos de reforma ou construção de imóveis novos no âmbito do Regional. O Tribunal também observa os ditames das Resoluções 114/2010 do CNJ e 070/2010 do CSJT, além do Guia de Contratações Sustentáveis da Justiça do Trabalho.

A aquisição de bens/produtos de alta eficiência energética e redutores de consumo de água têm contribuído fortemente para a economia de energia elétrica e água. A aquisição dos bens/produtos menos impactantes, aliados ao comportamento proativo dos integrantes do Tribunal vem propiciando o uso eficaz dos recursos, com expressivos retornos sob as óticas ambiental, social e econômica. Os projetos arquitetônicos das sedes construídas a partir de 2005 estão alinhados com o conceito de edifício sustentável e, a partir de 2017, o TRT de Mato Grosso passou a exigir a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE), classificação A, do Programa Brasileiro de Etiquetagem para Edificações (PBE Edifica), parceria do INMETRO e Procel. Clique aqui e confira. 

Assim, a elaboração de projetos arquitetônicos e complementares e a execução de qualquer obra no TRT da 23ª Região tem como paradigma a sustentabilidade predial. Em todos os casos, a escolha de materiais, equipamentos e métodos construtivos necessariamente observam as possibilidades de mitigação de impactos ambientais.

 

Notícias

26 de novembro de 2019
TRT/MT expande sistema de geração de energia fotovoltaica nas unidades do interior

Já estão concluídas as instalações dos painéis solares nas unidades de Peixoto de Azevedo e Nova Mutum. De acordo com a Coordenadoria de Engenharia e Manutenção (CEM), os fóruns trabalhistas aguardam a vistoria da concessionária de energia elétrica para que o sistema fotovoltaico comece a operar.

 

18 de junho de 2019
Fórum Trabalhista de Sorriso passa a funcionar com energia fotovoltaica

O Fórum Trabalhista de Sorriso já opera com energia fotovoltaica desde o dia 07 de junho. A estimativa da Coordenadoria de Engenharia e Manutenção do Tribunal (CEM) é de uma geração anual de 52.630kWh. Esta e a quarta unidade da Justiça do Trabalho em Mato Grosso a funcionar com captação de luz solar.

 

06 de junho de 2019
Fórum Trabalhista de Sinop passa a funcionar com energia fotovoltaica

A Justiça do Trabalho mato-grossense está com mais uma unidade operando com o sistema de energia fotovoltaica: o Fórum Trabalhista de Sinop. O sistema, que capta a luz solar e a transforma em energia elétrica, entrou em operação nessa terça-feira (04), durante a programação da Semana do Meio Ambiente.

 

22 de maio de 2019
Tribunal ganha nova iluminação com lâmpadas de led na lateral do complexo-sede

Quem passar de noite pelo complexo-sede verá que a área externa ganhou nova iluminação. A mudança é uma das ações da Coordenadoria de Engenharia e Manutenção (CEM), realizada com o objetivo de tornar a instalação mais eficiente, tanto no consumo de energia quanto no aspecto de segurança.

 

14 de maio de 2019
Instalação do sistema fotovoltaico reduz conta de energia para 79 reais em Tangará da Serra

A Justiça do Trabalho mato-grossense começou a colher o retorno do investimento em energia fotovoltaica. Este mês, o Fórum de Tangará da Serra saiu do costumeiro valor de quase 5 mil reais com despesas de energia elétrica para 79 reais. O resultado foi repassado pela Coordenadoria de Engenharia e Manutenção nessa segunda-feira (13).

 

26 de março de 2019
Vídeo – Justiça do Trabalho mato-grossense investe em energia fotovoltaica

Os Fóruns Trabalhistas de Tangará da Serra e Várzea Grande já operam com a energia fotovoltaica. As duas unidades foram as primeiras a receber o investimento que a Justiça do Trabalho espera realizar para adoção de uma energia limpa e que trará uma  grande economia à instituição.

 

08 de fevereiro de 2019

Sistema de geração de energia fotovoltaica já está em funcionamento no Fórum Trabalhista de Várzea Grande

O sistema de geração de energia fotovoltaica instalado no Fórum Trabalhista de Várzea Grande já foi colocado em funcionamento e começou a gerar a energia para suprir as atividades no local. A unidade é a primeira da Justiça do Trabalho mato-grossense a operar com energia limpa, renovável e que produz baixos impactos ao meio ambiente.

 
25/01/2019 - 09:57

O projeto do novo Fórum Trabalhista de Lucas do Rio Verde conquistou a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE), do programa Procel Edificações. Com ótima avaliação nos quesitos eficiência energética e arquitetura sustentável, o projeto foi enquadrado no nível A do certificado Procel.
 

15/01/2019 - 07:56
Ações adotadas pelo Tribunal podem reduzir gastos com energia em cerca de 25%

Em tempos de necessária contenção de gastos, em especial pela limitação orçamentária decorrente da Emenda Constituição do Teto dos Gastos, o Tribunal tem adotado uma série de ações voltadas à redução das despesas com energia elétrica, que representam o maior custo entre aquelas de caráter continuada do órgão.

 

11/01/2019 - 11:16
Troca de lâmpadas convencionais por LED no Tribunal traz economia

Até o próximo dia 18, todas as lâmpadas das salas de audiências das varas de Cuiabá terão sido trocadas por modelos LEDs. A medida vai permitir uma redução no consumo de energia com os itens na ordem de 35%.Além da substituição nesses espaços, a Coordenadoria de Engenharia e Manutenção (CEM) informa que também foram adquiridas luminárias com a mesma tecnologia para serem instaladas na área externa ...

 

 

Gestor da Informação: